Uma arapuca chamada Minha Casa Minha Vida

Posted by : Neto | 21 outubro, 2009 | Published in

Demonstrando que é phd em matéria de levar o povo na conversa, o presidente Lula continua usando e abusando do direito de fazer promessas vazias, na certeza de que, por mais inverossímil que sejam, serão ingenuamente aceitas como verdades pelo eleitorado e povo brasileiro - majoritariamente formados por semianalfabetos e analfabetos funcionais.

Casas populares do governo Lula?

Vejamos o caso desse falacioso programa Minha Casa Minha Vida, que foi lançado como sendo capaz de solucionar a crise habitacional do Brasil, mas tem deixado cada vez mais evidente que não passa de um novo golpe eleitoreiro.

O fato é que o presidente prometeu construir um milhão de casas populares até o final do seu governo, e até agora, seis meses após o lançamento do programa, apesar da intensa propaganda governamental apenas 8,9% dessas casa foram encaminhadas para construção. Se continuar nessa "pisada" até o final de 2010 o programa não chegará sequer a 30% do resultado prometido, comprovando que o tal "Minha Casa Minha Vida" não passa de mais uma das muitas arapucas armadas pelos marqueteiros com o explícito propósito de seduzir e manipular eleitores incautos.

Caros leitores, respondam-me por favor: você, que se cadastrou, já tem alguma notícia de que irá receber a sua?

(4) Comments

  1. Atila City said...

    Boa Neto, salvando a semana, vou me reportar por aqui, uma vez que não consegui postar na minha segunda feira, o tema ja esta bolado e segunda estará no ar!
    Neto meu caro, sabia que o presidente Lula é um eximio contador de histórias, graças a isso tornou-se uma figura forte na politica nacional, porém, o "pobrema" da moradia, que esbarra no "pobrema" da educação e no "pobrema" da saúde e por fim esbarra no PROBLEMA da manutenção do poder, como bem sabemos o PT para conseguir maiores louros em projetos como o debatido aqui Pré Sal, nescessita de mais 4 (ou quem sabe 8) anos. Lógicamente vale tudo nestas horas, ser amigo do lobo mau, da chapelzinho vermelho, em fazer aliança com o Capitão Gancho e tudo mais, sabemos que nunca na história deste País houve um presidênte mais contraditório, uma vez que suas contradições fazem dele um personagem único na história desse pais...
    Vamos ao que interessa, o problema em sí, isolado e sem jogar a culpa no governo X ou Y.
    A habitação no Brasil vem gerado muitos disturbios sociais, sejam as já tradicinais favelas ou a falta de moradia os olhos públicos são fechados, e não somente por governantes, mas por toda a população, como todos aqui ja devem estar cansados de ouvir (ler) eu sou da cidade de São Paulo, singelamente a maior cidade do Brasil (população, provisão de capital) e trabalho no centro da cidade, neste ponto em especial tenho um contato maior com pessoas em "estado de rua" (sem residência), eu que ja passei por situação parecida, pois ja tive que sobreviver sem uma casa sei como é dificil, mas por outro lado existem as favelas e para quem tem como teto um pedaço de papelão um barraco na favela é a melhor coisa do mundo, porém, nem na ilegalidade das invasões para este tipo de moradia existe vagas para todo mundo.
    Neste ponto sou extremamente favoravel a verticalização (contrução de prédios) uma vez que podemos explorar o espaço urbano melhor e comportar mais pessoas, porém, burocráticamente falando tanto a verticalização, quanto os exageros lulistas de projetos falhos são brasileiramente inviáveis.
    Ainda acho que deveriamos pensar ainda mais a fundo sobre.
    Obrigado pelo tema Neto, um grande abraço

    21 de outubro de 2009 13:47
  2. Mandy said...

    Quando a gente acha que pelo menos alguns problemas do nosso país podem ser solucionados, nos surpreendemos ainda mais. O pior são os políticos que vivem contribuindo com as falsas promessas. A gente elege um presidente achando que esse vai ser melhor que o anterior, que ele sim vai ajudar a população, mas nada de novo acontece, fica como sempre esteve. Eles até fazem alguma coisa na garantia de serem reeleitos, mas no fim sempre é a mesma coisa que o anterior fez: NADA!!!

    BjO

    22 de outubro de 2009 18:08
  3. Neto said...

    @Átila e @Mandy

    Obrgado por terem vindo e comentado. Obviamente eu também pensei que este programa Minha Casa MInha Vida seria uma solução habitacional, mas está provando ser um engodo político.

    Mas uma jogada para 'alavancar' a ministra Dilma rumo ao planalto. Infelizmente.

    27 de outubro de 2009 19:13
  4. Anônimo

    Me desculpe pessoal, mas trabalho na área de habitação. Claro que o Minha Casa, Minha Vida, não irá resolver o problema habitacional do Brasil e nem entregar 1 milhão de unidades até o final de 2010, que a cada ano cerca de 1,2 milhões de novas famílias precisam de novas moradias. Porém, o programa é muito bem elaborado, não permite o aumento de preço, pois o subsidio é decrescente, possibilitou uma grande retomada do setor de construção, que como todos sabemos, é uma fonte de emprego grandiosa, e possibilitou, alem de moradia totalmente subsidiada, a parte de 0 a 3 SM, que particularmente, acho o único ponto critico do pacote, a compra da casa própria por brasileiros que nunca imaginavam que poderiam comprar um teto. O Brasil tem hoje 0,2% do PIB comprometido com crédito imobiliário, coisa que em países desenvolvidos, chega até a 40%. Não sou defensor do Lula, pelo contrario, não votei nele em nenhuma eleição mas, neste caso, acho que o governo nessa acertou!

    3 de dezembro de 2009 06:30