A Felicidade Enlatada: Carta Aberta a todos os eleitores desse Brasil

Posted by : Neto | 02 setembro, 2009 | Published in

Prezados amigos, amigas, leitores e contribuintes. Estamos passando por um período muito confuso em nossa história. Todos os dias vemos casos absurdos e escabrosos nas TVs, nos jornais e na Internet como se fossem 'coisas comuns'. Mesmo sem noção do que veem as pessoas acham graça em tudo. Qualquer assunto sério virou banalidade. Hoje, tudo vira banalidade. Nada relevante é discutido ou valorizado. Os costumes das pessoas são outros. Tudo é trivial ou vai para o esquecimento.

Nas favelas, no senado, sujeira pra todo lado

No setor social, é presidente do Senado sendo acusado de falcatruas e se comportando como se não fosse com ele. É presidente da república que mente descaradamente, pesquisas de opinião que são contestadas, e protestos nas ruas que ninguém dá importância, etc e etc. E no campo pessoal, são igrejas evangélicas que exploram a fé cega de fiéis, casais que se separam e já não valorizam mais a união afetiva e duradoura, pais que passam a mão na cabeça de filhos rebeldes, idosos sendo desrespeitados por jovens nas ruas, e meninas de 11, 12, 13 anos engravidando cedo e achando tudo muito bom, e normal.

No outro lado, temos a imprensa brasileira dando mais importância às pieguices dos astros da TV e à 'barracos políticos'. E a sociedade dita 'moderna' relegando cada vez mais seus princípios e valores. E, não raro, encontramos gente nos tentando vender essa felicidade enlatada produzida pela mídia ($$$) que é a única que fatura com isso. Hoje tudo virou banalidade. "Nas TVs, na favela, no senado, é sujeira pra todo lado". Agora ri-se de tudo. Até mesmo daquelas coisas que tem razão e sentido de ter...

A casa da mãe Joana chamada Senado é cheia de corrupção e vícios históricos. Deveria ser ali o lugar onde as mais brilhantes idéias fossem capazes de transformar o país, mas não é. Ao contrário, atos secretos são descobertos à medida em que se abre cada gaveta, e sabe se lá Deus quantos mais irão ainda surgir.

O governo do presidente Lula, com sua política de pão e circo, vem alimentando dia após dia um bando de oportunistas, picaretas e interesseiros em cargos. Se lembrarmos bem, num passado recente, essa mesma turma de covardes que agora está ao lado dele, estavam em lados opostos. Basta fazer uma pesquisa no YouTube e verificar os filmes que existem lá para comprovar o que estou dizendo.

E por fim, existe "é nós!". Os bobos eleitores... Os únicos e verdadeiros culpados por essa insensatez que se formou e tomou conta da política. Mas porque somos culpados?... Por sermos passivos e desinteressados em conhecer os nossos direitos, e cobrar. Por votar em qualquer coisa, por vender o voto, por trocá-lo por telhas, tijolos, móveis e cestas básicas. Por isso é que, hoje, estamos pagando as conseqüências desses tais atos secretos que existem desde o século passado.

Mas, enquanto há vida há esperança... Se quisermos, já em 2010, poderemos dar um primeiro passo na direção do bom senso, através do voto consciente. Para isso vamos nos conscientizar. Vamos eliminar os 'fichas sujas'. Vamos nos organizar. Vamos conhecer melhor a vida pregressa dos candidatos, quais foram suas obras, suas promessas, se essas obras foram cumpridas ou não. A internet é a nossa aliada como fonte de pesquisas. Vamos conhecer a idoneidade dos candidatos, seu caráter, vamos exigir, cobrar...

Penso que, se nada for feito, e tudo continuar do jeito que está, que país vamos deixar para nossos filhos?

Alguém precisa ser sério nesse país.

(7) Comments

  1. Neiva said...

    Neto, li tudo e nem é tão longo assim. :DD

    Sou otimista. Sempre vejo os avanços, mesmo onde parece haver apenas retrocesso. E os avanços existem, basta olhar.

    Acho que não vivemos nada essencialmente tão diferente do que há 1 século ou 2 ou 3. Parece que sim porque agora a cobertura da mídia é mais ampla e rápida, mas é só ilusão. Tudo é como dantes na terra de abrantes.

    Corrupção existe desde que o mundo é mundo. Só que antes era escondida e agora é escancarada para todo mundo ver. Acho bom. Talvez seja a única forma de acordarmos.

    Sobre o empobrecimento da moral e dos bons costumes, penso que existem prós e contras de cada sistema. Antigamente a família durava mais. Em compensação, a mulher não tinha voz e era oprimida muito mais do que hoje. Será que o amor daquele tempo era mais verdadeiro? Será que existia amor? Talvez seja preferível não ter família do que ter uma subsistindo apenas pela moral e bom costume.

    Sobre as celebridades, sempre sustentei a teoria de que o ser humano "necessita" de uma válvula de escape em algum momento. Se esta não existir a explosão é certa. E é isto que são estas celebridades: fuga, escape para vidas medíocres.

    A questão é outra: dosagem. Como em tudo na vida. Ser fânático é doentio, mas viver centrado apenas na realidade também é.

    Resumindo: vivemos tempos difícieis, vivemos. A moral está acabada? Mudando, eu diria. A moral que existe hoje, quando exite, é de melhor qualidade, honestidade e sinceridade, por ser fruto da compreensão, da conscientização e não da simples submissão.

    A corrupção graza? Graza!!! Temos que fazer algo? Temos. E o caminho é mesmo este que indicou: conscientização. Você está fazendo sua parte e eu sou uma que pensarei muito antes de votar na próxima eleição.

    Tá vendo? Não é assim tão ruim se já conseguiu (e Daniel também) converter uma ovelha negra. rsrs

    Beijos!!!

    2 de setembro de 2009 18:29
  2. Atila said...

    Neto meu caro estas eleições prometem, por isso é sempre bom criar espectativas, claro que ainda é pouco tempo para mudarmos a opinião de toda gente, porém, se neste tempo que ainda nos tem até a proxima eleição conseguirmos mudar a opinião de pelo menos uma pessoa, fazendo com que ela pesquise mais sobre os candidatos para ter um voto conciênte ja teriamos cumprido nossa parte, e lá se vão dois anos e se conseguirmos mais uma a vitória ja é nossa e a cada voto conciênte nosso povo ganha ainda mais.
    Mas desconfio que um dia teremos limpado todo os nossos govenantes do mal da corrupção.
    Bom texto, reflexivo e com valores éticos, é muito bom ter ética né!
    abraços meu amigo e até semana que vem vou só pensando... certo..
    Atila City
    Pensamentos Urbanos

    2 de setembro de 2009 18:39
  3. Neto said...

    Neiva

    A questão é outra: dosagem. Como em tudo na vida. Ser fânático é doentio, mas viver centrado apenas na realidade também é.

    Você disse tudo aqui. O problema de fato (e onde eu me concentrei para fazer este texto), está nisso: na dosagem.

    Sem lhe questionar, porque a conheço, e sei que você é uma pessoa inteligente, agora porque não dosagens para algo mais útil, hein?

    Acredito que as pessoas precisam sair desse estado catatônico de alienação em que se encontram. Se isso depende muito do ambiente social em que elas vivem, sim, depende. Mas tudo começa com um primeiro passo. E é o que pretendemos fazer aqui com o SóPensando.

    Obrigado por seu comentário. Mais uma vez você tocou na ferida :) beijos.

    @Atila
    Obrigado, amigo! Também li o seu texto abaixo sobre pedofilia e comentei nele. Parabéns, estava sensacional!

    2 de setembro de 2009 19:07
  4. parabolas said...

    Neto

    Confesso-lhe que fui um dos que votei a esmo nas últimas eleições. E consequentemente perdi esse voto pois não o valorizei.

    Graças a você, no próximo ano vou me redimir. Estudarei mais os candidatos e farei uma extensa triagem. Se desse mato não sair nenhum coelho votarei nulo. Mas, ao menos, não me sentirei mau por ter alimentando essa safadeza que hoje reina e se torna perene na política.

    Longo abraço.

    3 de setembro de 2009 08:40
  5. Daniel

    Para que essa atual situação de lama nacional seja mudada, precisamos mudar! Faz-se necessário que todos estejam consciêntes de seu papel como cidadão, e começar a cobrar o que nos é de direito! Parabéns pelo magnífico texto, um abraço.

    http://contesta-acao.blogspot.com

    3 de setembro de 2009 10:59
  6. Valéria de Oliveira said...

    Neto, que escrita bem elaborada. Muitoooo bom mesmo.

    Somos parte disso... o texto que vou postar fala sobre as infos da midia - imprensa em geral-. Parece que tudo anda de ponta cabeça. Mas como vc mesmo escreveu temos uma alta porcetagem de culpa e precisamos nos policiar.

    Parabéns...

    Bjoka

    3 de setembro de 2009 14:20
  7. paulo said...

    Neto:
    O país, o estado, as cidades, se adaptam às mirabolantes transformações que sofrem, seja por meio da mão do homem ou das catástrofes naturais. Como as catástrofes naturais estão escassas, as humanas afetam bem mais e é claro, como tu alertas, se nada fizermos o que será que sobrará?
    Alertar é o nosso dever...

    6 de setembro de 2009 21:55