ESPECIAL SÔNIA PALLONE

Posted by : DANIEL MORAES | 17 abril, 2008 | Published in

Senhoras e senhores, o Só Pensando tem o orgulho, prazer e satisfação de apresentar a vocês uma das mais sensacionais poetisas dessa blogoesfera – Sônia Pallone, do blog Solidão de Alma. Ela tem sido uma grata surpresa a mim, pois têm me mandado por e-mail, poesias que tem enchido meus dias de paz, luz e sublimidade. Querida poetisa, ao publicar aqui essas suas poesias que seguem a baixo, é a minha forma mais sincera de agradecer a você por me presentear com um pouco de sua grandiosa arte. Obrigado por tudo!

DEFINIÇÕES

"...Penso,
que antes do início de tudo
eu já arava minha terra
em silêncio...
E minha face oculta
respirava pelos poros
da ansiedade,
recolhendo-se no entanto,
temerosa...
Mas as palavras...
Ah!...as palavras...
Revelaram-se sempre tímidas
porém num dia distante,
o feto da inspiração expeliu a rima
e a minha poesia,
tão esperada nasceu..."

Meu Amor

"... Não é amor de chuva de verão
Nem de dois na cama numa tarde chuvosa
Ou paixão tardia de mulher descasada...

É amor de curtição,
de amoração,
de perdição,
de salvação...

Amor que bate e rebate
na rocha do nosso passado.
Amor que não tem hora,
que faz o tempo diluir e
escorregar pelas mãos,
feito ouro arenoso..."

Amor Proibido


"...Entre quatro paredes viveu
Aquele insano amor proibido
Que passou,
Aconteceu,
Morreu...
Nem mesmo as
duras paredes
Testemunhas puderam ser
Porque tijolos não têm ouvidos
Tijolos não têm olhos
Tijolos não têm alma..."

Elucubrações


"...Eu não queria nada de você...
Apenas um momento seu,
enraizado num momento meu.

Algo para lembrar assim,
de olhos fechados,
com a boca úmida,
um arrepio no corpo...

Eu queria um pequeno segredo pra nós...
Leve, sem culpa, inconsequente...
Um momento clandestino e louco
que só o nosso olhar velaria, depois...
Algo que eu te tomasse,
sem ter que te roubar!

Um desvio de nós dois...
O instante que não deu pra segurar,
que nos tomou de surpresa
e nos fez cúmplices dele.

Eu não queria nada de você...
Tampouco desculpas pelo devaneio
que me leva a seguir assim,
desfalecendo meu olhar nos teus olhos...
queimando-me de desejos tua boca...

É tão desconexo que enlouqueço
e me pego assim,
sonhando molhado com você..."

(4) Comments

  1. Leticia said...

    É bom conhecer tanta gente boa...vantagens da blogosfera.

    18 de abril de 2008 11:37
  2. A Bruxa said...

    Lindos!!!!

    18 de abril de 2008 12:17
  3. Mayara Borges

    Adorei o blog dela!

    Bjão =D

    20 de abril de 2008 14:15
  4. Lih said...

    uau.
    de parabéns. ^^

    21 de abril de 2008 00:55