Que venha 2016!

Posted by : PR Iuris | 02 outubro, 2009 | Published in

"O Rio vai ter consequências positivas das olimpíadas até 2027"; "O Rio gerará empregos e oportunidades tão grandes que vamos alavancar a economia"; "O Rio agora terá grande futuro se esta oportunidade se concretizar"....E o Rio venceu! E após Londres em 2012, o Brasil representará toda a América do Sul sediando as olimpíadas pela primeira vez. Sim, eu torci. Eu desejei ver o Rio como patrono dos jogos olímpicos em 2016, mas eu confesso que existem determinadas atitudes que não podem ser esquecidas, ignoradas, nem deixadas de lado para que o Brasil não afunde de vez após esses jogos.
Me lembro que no Pan, o Rio atrasou as obras. Alguns projetos foram terminados no último lance, aos 49 do segundo tempo. A segurança foi triplicada porque existia um temor de catátrofes da violência ocorrerem durante os jogos. Alguns torciam pra não chover muito pra que o mundo não testemunhasse o horror que o Rio fica inundado pelas enchentes.
Por isso hoje não escrevo para criticar, mas em alerta. Acredito em todas as oportunidades anunciadas com a vinda dos jogos olímpicos. Elas são reais. O Brasil realmente pode dar um salto econômico sem milagre ou reza forte, se souber aproveitar tudo o que a atenção e os "flashes" olímpicos vão lhe trazer.
Planejamento e honestidade são palavras de ordem. É preciso que o Brasil aprenda a construir sem superfaturar. É imprescindível que o dinheiro público de uma vez por todas seja aplicado com dignidade e somente para os fins devidos, pois pode ser que essa atitude até 2016, dê ao Rio, melhor "cara" na saúde e também na segurança e educação.
As obras feitas podem render ao Rio faturamento extra com turismo, o próprio esporte, entre outras vantagens, se forem erguidas com sabedoria e inteligência, ou então novos elefantes brancos muito caros ficarão a espera de serem ruínas.
O Pan, e suas consequências, pode ensinar muito para que os mesmos erros não sejam vividos com as olimpíadas. Me encho de confiança nesse momento. Acredito que este possa ser um passo rumo a dias seguros no Estado em que moro. Esta vitória pode ser não apenas uma conquista de holofotes, mas também uma conquista de progresso.
Se o Rio se preparar nesses sete anos para os jogos, pode ser que vivamos um ciclo de melhoras, de crescimento, de revitalização econômica e respeito aos cidadãos e a cidadania. E então, a chegada de 2016, não será apenas a chegada das olimpíadas, mas também a celebração de uma nova era (em construção) iniciada sete anos antes, após a abertura de um envelope em Copenhague. Um envelope que trazia em letras garrafais o nome do meu Rio de Janeiro, do nosso Rio.
Quem sabe este nome após esta vitória não poderá daqui há sete anos ser sinônimo de uma cidade forte, em ascenção, feliz e de paz.
É tudo que espero, é tudo que desejo. E quando digo isso não falo somente dos líderes políticos, mas de todos os cariocas, de todos os brasileiros. A construção de um país melhor depende do clichê de "novas atitudes" e já é chegada a hora de vivermos novas atitudes. Para as olimpíadas em 2016, para a Copa em 2014, para nossos netos que ouvirão orgulhosos nossa história de vitórias.

Pâmela Rodrigues

**********************************
Caros amigos e leitores do "Só Pensando", perdoem o sumiço, falta de inspiração e tempo tomaram conta de mim. Prometo compensar nas próximas sextas, escrevendo sem intervalos.
Beijos carinhosos,
Pam

(4) Comments

  1. Neto said...

    O Brasil realmente pode dar um salto econômico sem milagre ou reza forte, se souber aproveitar tudo o que a atenção e os "flashes" olímpicos vão lhe trazer.

    Com certeza, devemos ser otimistas e devemos pensar positivo sempre. As grandes mudanças para um país ou para uma sociedade começa sempre por nós. No pensamento, na mobilização, no interesse genuino e no compartilhamento desses interesses. Como dizia meu avô, começa na porta de casa.

    A construção de um país melhor depende do clichê de "novas atitudes" e já é chegada a hora de vivermos novas atitudes.

    Esta frase resume tudo.

    Abraços, Pâmela! Belo texto e bela declaração de confiança.

    ps. tambem estou em falta por aqui vou ver se me arrumo neste final de semana :)

    2 de outubro de 2009 18:16
  2. Atila City said...

    Minha esperança para conquistas motivadas por esta olimpiada é que o Brasileiro de valor a outros esportes; fazendo em através do esporte uma medida socio-cultural.
    belo texto.. estou ansioso para sexta que vem

    3 de outubro de 2009 22:33
  3. Mahria said...

    Oi linda
    Passando aki para conhecer e prestigiar esse seu outro espaço. Gostei muito. De seu post/matéria e da vitória do Rio para as Olimpíadas 2016. Nossa moro no Nordeste mais fiquei tao orgulhoso, olhos marejaram, arrepiei qdo soube la no trabalho, do resultado. Vc falou e mto bem sobre alguns possível pontos negativos, desse evento no Brasil.

    Bjinhos em ti

    Mah
    http://entretantasmah.blogspot.com/

    3 de outubro de 2009 23:37
  4. Valéria de Oliveira said...

    Eu estou envergonhada de não ter escrito na quinta-feira Pamela e todos amigos que aqui estão...Estou com alguns problemas que logo passaram e tudo voltará ao normal (Se Deus quiser). Sobre o post... Muito bem lembrado e escrito Pam... Não é somente o orgulho de termos vencido, mas a consciencia de como será coordenado, organizado, planejado e etc... Precisamos de foco, ordem e progresso. Vamos torcer e acreditar num Brasil melhor....

    Um grande beijo

    6 de outubro de 2009 22:47