Orgulho de ser Brasileiro

Posted by : Atila Ramos | 21 setembro, 2009 | Published in

Meus caros amigos do só pensando, hoje trago a vocês o orgulho de ser brasilero, primeiro peço que assistam o video a seguir:

Este video foi de uma manifestação punk realizada no dia 07 de setembro de 2009.
Vamos primeiro fazer uma breve explicação sobre o movimento punk, em meados de 1977 nos Estados Unidos e Inglaterra, jovéns em contrapartida da cultura hippie trazem um grito de revolta que estava entalado em suas gargantas, pregando o anarquismo e revolução através das musicas e protestos o Punk nasce para o mundo e partir daí a história da musica e da cultura urbana nunca mais foi a mesma.

Fundamentalmente a musica é o maior meio de comunicação do Movimento Punk, em suas letras políticas, subversivas expressam suas opiniões e idéias, debatendo sobre assuntos como a violência policial, discriminação racial/social, racismo, violência contra a mulher e as sujeiras da política.

Outro meio de comunicação utilizado pelo Movimento Punk é o fanzine (termo de abreviação das palavras fanatic magazine” juntando a primeira silaba de fanatic e a ultima de magazine, e funciona como uma revista, porém, editada por não profissionais, e distribuída de maneira aleatória). Dentro dos fanzines punks encontraremos textos relacionados a musicas, shows, abordagens sobre violência, racismo, protestos, e passeatas e é divulgado de mão em mão e copiado e repassado, é muito comum que a matriz seja uma cópia, e dependendo de quantas vezes já foi copiado podemos ver uma qualidade gráfica baixa.

Hoje em dia depois de muito resistirem alguns punks já estão utilizando a internet para difundir suas idéias, e geralmente acessam sites específicos com temas relacionados ao Movimento Punk e sites de relacionamento.

Outro meio de comunicação usada pelo Movimento Punk é a manifestação ou passeata, geralmente em dias específicos como 1º de Maio e 7 de setembro. O dia 1º de Maio como se trata do dia do Trabalhador a manifestação é feita em memória aos trabalhadores mortos pela luta de direitos do trabalhador e pelo fim do desemprego . Agora o dia 7 de setembro, é mais voltado aos punks de ideologia Anarquista, já que é o dia da independência, e muitos anarquistas acreditam que o Brasil ainda não se tornou independente e a manifestação é contra as fronteiras políticas que dividem os países.

E que ponto quero chegar falando sobre o movimento punk e trazendo um video como este?
Simples, quero propôr uma reflexão de como nós vemos o Brasil.
Politicamente o Brasil é comandado por uma corja suja de politicos (Ratos) e por um sistema arcaico e promiscuo, existe também uma diferença social chocante e angustiante, porém, somos detentores das mais belas paisagens do mundo, de um povo alegre e receptivo que em suas festas mostra que nem sempre é com lágrimas que se lamenta um problema.
Vivemos em uma terra que causa admiração em outras terras exatamente por este contraste e quando ao recebermos os milhares de turistas que vêem no Brasil um paraíso barato onde se encontram as mais belas mulheres do Globo, temos o carnaval, temos as festas juninas e temos a Amazônia, mas temos uma juventude inerte!
Uma juventude cega, que esta inveterada pelo consumismo desenfreado, uma juventude que entende mais de nutrientes do Big Mac do que do que deveria fazer um senador, que busca nos prazeres da internet a satisfação para seus anseios e se deprime ao presenciar fatos e conquistas de nosso povo.
Eu não sou muito velho, mas com 7 anos pintei minha cara de verde e amarelo, fui lá ver o senado expulsar o collor da presidência (hoje é lá que este ser trabalha, detalhe: eleito pelo povo). Tenho uma memória falha, mas que não me deixa esquecer de Lalaus, Sarneys, e tantos outros pegos com dolares escondidos.
E onde estes jovéns do video acima criaram conceitos tão tortuosos? Infelismente de nossa cegueira social e o ato que de tão tolo se torna um reflexo dos nossos mais puros sentimentos quando vemos mais uma denuncia se acabar em Pizza, ou quando assistimos no conforto de nossos lares que mais uma pessoa morreu doente na fila de um hospital, o quarto ou quinto que esta passará, e onde meus amigos quero chegar com isto tudo?
A reflexão sobre a atitude destes muleques, que fazem tal ato de afronta a nossos valores, mas sem ao menos atacar ou defender a atitude dos mesmos, gostaria de dizer que eu mesmo, nesta mesma data, alguns anos antes fiz o mesmo que eles e porque fiz? Porque assim como eles, eu me sentia abandonado por nossa patria, sem esperanças no futuro e com um grito entalado na garganta, espero que não julgem o que fiz, como não julguem o que eles fiseram, quero apenas que todos nós reflitemos sobre isto, afinal, quantas vezes nós não odiamos o solo onde pisamos, mas também, quantas vezes nós mesmos amamos tanto que até sentimos orgulho?
Vou deixar em contraponto mais um video, este mostrando um outro lado da moeda:

Brasil num sonho eterno, seja simbolo....


Meus caros amigos, agradeço a todos, especialmente ao Neto e ao Dr. Almir Ramos da Silva pelo debate deixado em minha pré tequila, principalmente por ambos deixarem suas posições claras e fazerem dos comentários uma extenção do texto.
Obrigado.

(4) Comments

  1. Daniel

    É necessário trazer Jovem a reflexão do que está acontecendo. Só através da participação popular, é que podemos mudar esse atual quadro caótico. Belo texto amigo,parabéns!

    PS: Amigos pensadores, esta semana, por motivos de pura falta de criatividade, não irei postar aqui.

    http://contesta-acao.blogspot.com

    21 de setembro de 2009 23:05
  2. Pâmela Rodrigues said...

    Adorei o texto, não só pela maneira como organizou, mas porque eu concordo com Daniel. É a participação popular que vai nos mover à alegrias, belezas, honestidades.
    O que a gente quer de verdade?
    É fácil reclamar de tudo, mas precisamos demais agir e analisar é dar o primeiro passo para sairmos dessa inércia de acomodação e de porradas múltiplas dadas pelos ratos que ocupam os lugares de liderança política.
    Beijos Átila.

    23 de setembro de 2009 23:51
  3. Atila said...

    Primeiramente desculpem a demora para vir responder, semana corrida no trabalho e o frio de sampa, me reservaram apenas uma sexta (um pouquinho) mais folgada para vir agradecer aos comentários. - PS: não consegui postar nem no Pensamentos Urbanos-
    Daniel alguns de nossos jovéns estão gritando por causas tolas, esquecendo que a força esta na união popular, infelismente o quadro mostra a juventude cada vez mais perdida. Mas tem toda razão em seu comentário.
    Pâm, ja viu que passei a ser seguidor de teu blog? Bom meu anjo parabéns pela casa lá, bem legal mesmo (* depois irei deixar meus comentários sobre os textos)
    Sobre o comentário, temos sim que agir, mas com inteligência, lembrando que tais ratos usam de inteligência para domesticar os Gatos e Gatas deste nosso Brasil, quanto mais a juventude se preocupar com quem vai desfilar em milão ou com a banda que vem de londres tocar aqui, mais tempo seremos escravos da situação, continuaremos aceitando a ração que nos entalam na garganta e votando nos mesmos ratos.
    Mudança é possivel? sim, somos seres adaptáveis sucetivos a mudança, mas depende de todos.
    Um grande beijo menina..




    ps: ngm mais postou essa semana? NETO?
    Pâmela?
    Valéria?
    Daniel?

    vou fazer um minuto de silêncio para vocês postarem.. meu texto esta se sentindo sozinho!!!!hehehe
    galera obrigado pelos comentários, neste e em outros textos...

    25 de setembro de 2009 12:59
  4. Neto said...

    @Átila

    Peço humildemente desculpas pelo 'sumiço'. Na verdade, estive envolvido com alguns trabalhos extras que me roubaram o tempo para ler, refletir, analisar e postar (coisas que gosto de fazer).

    Ainda atualizo meu blog com posts que deixo agendados para serem feitas automaticamente, ou seja, já haviam sido escritas.

    Sobre o tema, concordo com o Daniel. Faz-se necessário uma mudança de mentalidade no geral. O jovem de hoje não deve ser alienado a ponto de não querer refletir sobre o poder que tem em mãos. Votar é um direito mas também é uma posição. Durante longos anos o Brasil evoluiu pouco. Segundo o IBGE o déficit de crescimento no país ao longo dos anos beira o absurdo. As políticas sociais para os pobres são àquem do que dizem ser. E tivemos algum alento no governo do Lula (muita gente não gosta de que falo isso mas a verdade tem que ser dita). Com este programa do bolsa família e a distribuição de crédito muitos que não tinham um bom cobertor puderam se acobertar. Pior estava. Foi pouco? Foi. Para um país imenso como o Brasil é necessário fazer mais.

    É aí que entramos. Cobrando, exigindo, participando, denunciando, enfim, fazendo aquilo que uma sociedade realmente deve fazer. Avançamos pouco é verdade, mas avançamos. Vamos agora lutar por algo mais.

    Abraços e parabéns pelo post, e pelo foco. Sempre útil.

    29 de setembro de 2009 07:57