UM*

Posted by : DANIEL MORAES | 10 dezembro, 2008 | Published in

Não me dê apenas palavras vazias,
me dê atos que digam o quanto me ama.
Nem prometa-me o que nunca irá cumprir:
prefiro a certeza do agora
que o pífio pensar de um amanhã.
Saiba o quanto te desejo:
sinta minhas mãos,
entenda como elas te conhecem...
te decifram...
te percorrem...

Não me dê palavras vazias:
Quero tua boca
teu beijo enlouquecedor
tuas palavras sacanas
o baforar de um desejo que não cabe em si.

Quero tua mais íntima devassidão...
teus licores de amor inebriado,
sofreguidão,
suor, saliva, quero simplesmente
teu corpo pulsante, teu calor latente,
tuas manias, tuas euforias,
não, não me dê apenas palavras vazias;

Dê-me o que és nesse breve momento
Que é nosso, e agora...
Dê-me tuas mãos, e seja nessa hora
Parte de mim,
E dê-me tudo, assim.

*Esse poema escrevi em parceria com Flávia Brito, minha parceira de primeira hora e que anunciou “recesso por tempo indeterminado”. Espero que a mesma regresse o quanto antes, pois seus textos são interessantíssimos, e além do que, ela é uma mulher fora de série!


EXTRA:

Caros leitores dessa bodega, devo concerta uma erro involuntário (que não deixa de ser erro) que cometi . O poema abaixo intitulado A Dona Prazer é uma releitura minha feita dum poema de mesmo título do meu amigo Edgar Borges do Blog Crônicas da Fronteira, a qual indico como ótima leitura blogal. Não dei a devida referência ao mesmo, o que é errado! Edgar caro amigo, desculpe minha falha e garanto-lhe que isso não irá mais acontecer.

Lembro-me que no ano passado, o final de ano da blogaria foi bem mais movimentado... O que está acontecendo neste mundo de “além blogues”?

Bom final de semana a todos.

(11) Comments

  1. paula barros said...

    Oi, Daniel

    Penso assim também: "Não me dê apenas palavras vazias,
    me dê atos que digam o quanto me ama.
    Nem prometa-me o que nunca irá cumprir:
    prefiro a certeza do agora"

    Do que adianta dizer "eu te amo", e não demonstrar com atitudes, no dia-a-dia.

    Ficou excelente.

    10 de dezembro de 2008 22:16
  2. Iara said...

    É que não vivemos pro blog.
    O blog vive pra gente e cada um cuidando da sua vida, tocando em frente e levando como pode.

    10 de dezembro de 2008 22:17
  3. Leticia said...

    Lindo poema , bela junção vc e Flávia !Ela volta sim que eu sei...

    Quanto as ausências Dan , me senti culpada aqui.
    Tanta novidade acontecendo e tão rápido que ando relapsa com meus leitores , me perdoa?

    11 de dezembro de 2008 10:13
  4. Edgar Borges said...

    mais íntima devassidão...é legal isso aí.

    12 de dezembro de 2008 17:47
  5. Mayara Borges said...

    Ficou ótimo! Pois eh Daniel, hj os tempos mudaram!kkkkkkkkk... Beijos.

    13 de dezembro de 2008 10:43
  6. lugirão said...

    Daniel adorei, me identifiquei com cada palavra, show de bola essa tua parceria.

    Bom fim de semana, bjos.

    13 de dezembro de 2008 19:21
  7. Flávia said...

    Voltei!

    13 de dezembro de 2008 22:18
  8. Mai said...

    Olá, daniel.
    Vim retribuir a tua visita ao "Inspirar-poesia" e mágica!
    Encontro poesia das melhores.
    Esta parceria é fantástica.
    Eu voltarei, isto é certo.

    Carinho.

    14 de dezembro de 2008 07:20
  9. . fina flor . said...

    dizem que quem pede assim, está pedindo demais.... será?

    aff

    beijos e bom domingo, querido

    MM.

    14 de dezembro de 2008 12:30
  10. Fêh said...

    combina com as noites quentes de Boa vista...ao menos nesses últimos tempos..muito bom,parabéns!
    :)


    [e não,não sou viciada em Coca..de fato prefiro Fanta laranja,mas que Coca Cola domina o Natal,isso é fato..rs..]

    14 de dezembro de 2008 15:34
  11. 林宥嘉yoga said... 6 de janeiro de 2010 07:47